Publicado: 16/05/2018 - Atualizado por última vez: 21/05/2018

Para o seu chefe: por que investir em Inbound Marketing?

Falar de Inbound Marketing com seu chefe nem sempre é fácil, né? Separamos os principais pontos que você deve abordar nesse diálogo. Confere aí!

Marcela Batista de Souza

Publicado por:Marcela Batista de Souza

Copywriter

Hashtags do Artigo

O Inbound Marketing não para de crescer. A cada dia mais empresas apostam nessa área, a aceitação do mercado aumenta e cada segundo sem investir nessa estratégia é uma oportunidade perdida.

Eu sei disso, e acredito que você também saiba. Mas, seu chefe sabe da importância do Inbound Marketing e as oportunidades que ele pode estar deixando passar? Se ele não aceitou investir nessa área ainda, certamente não sabe as infinitas razões que fazem essa estratégia tão importante.

Mas apresentar as razões e vantagens desse investimento de uma maneira simples, de fato não é uma missão fácil. Pensando nisso escrevi esse artigo que irá te mostrar as oportunidades e vantagens do investimento em Inbound Marketing, e será de grande ajuda para um diálogo futuro!

Continue lendo para descobrir quais são as informações mais relevantes, e que farão seu chefe querer apostar no em Inbound Marketing o mais rápido possível. Vamos lá?

O Brasil ama a internet

Inbound Marketing

Isso não é segredo para ninguém, o brasileiro é de fato um amante oficial da internet. Mais de 138 milhões de pessoas possuem um Smartphone, cerca de 77% da população total do país.

Uma pesquisa realizada em 2017 pela UNCTAD apontou o Brasil como o 4° país em número de usuários ativos da internet. Com mais de 120 milhões de pessoas conectadas, ficamos atrás apenas dos EUA, Índia e China.

Nós nos dedicamos muito à internet

O Brasil está em terceiro lugar no ranking de quem passa mais tempo na internet. Os brasileiros gastam em média 9h por dia na internet, sendo que, cerca de 3 dessas horas são gastas em redes sociais. Se ele não enxergar isso como uma oportunidade, eu não sei o que ele vê aqui!

Adoramos as redes sociais

São mais de 130 milhões de brasileiros ativos mensalmente no Facebook, além dos 57 milhões de usuários no Instagram (27% da população brasileira!).

Quer mais? Então olha isso: uma pesquisa de 2016 feita pela HubSpot indicou que 73% das pessoas dizem usar o Facebook para fins profissionais, e tem mais! De acordo com uma pesquisa realizada em 2015 pela Social Media Examiner, 92% dos profissionais de marketing dizem que as mídias sociais são importantes para seus negócios.

O Google é nosso melhor amigo

O Google é uma empresa multinacional americana, que oferece serviços e softwares. Além de ser a ferramenta de busca favorita dos brasileiros (90% das pesquisas que fazemos, utilizamos ele).

E convenhamos que não são necessárias estatísticas para provar que tudo o que buscamos, buscamos no Google, certo? Pois é, e o Google é uma ferramenta muito inteligente, o que nos faz confiar nos resultados que ele apresenta para as nossas dúvidas.

Aparecer na primeira página do Google parece uma boa oportunidade? Não? Pois saiba que o volume de buscas mensal é de 100 bilhões, sendo que a primeira página é a preferida de 91% dos usuários, e 53% dos cliques são direcionados apenas para a primeira posição da página.

Os hábitos de compra mudaram

Com tanto avanço tecnológico e social os hábitos de compra se adaptaram. Há alguns anos as compras funcionavam mais ou menos assim: você estava assistindo algum programa na televisão, ele parava e várias marcas anunciavam seus produtos e aqueles que lhe chamavam mais atenção, ou apareciam inúmeras e incontáveis vezes (até que você estivesse completamente convencido de que aquilo era algo indispensável) você acabava ligando ou indo até um estabelecimento apropriado para adquirir esse produto.

Hoje em dia as coisas estão um pouco diferentes, você não é mais obrigado a ser interrompido, e muitas empresas entendem isso! A Netflix mesmo, você assina e tem mais de 25 mil opções de filmes e séries para assistir, sem interrupções, sem anúncios e ainda você é quem faz sua programação, legal né? Não é à toa que o Brasil está entre os três principais mercados da Netflix. Outro exemplo disso é o Spotify, que hoje já chegou a mais de 70 milhões de assinantes, que podem curtir um som sem interrupção.

Ninguém gosta de ser interrompido. Interromper o seu potencial cliente (e muitas outras pessoas) para apresentar seu produto, não o fará fechar negócio com a marca e é muito provável que ele ainda fique incomodado e que naqueles poucos segundos de anúncio se perca uma oportunidade de venda. Você não precisa interromper um conteúdo se você pode ser o conteúdo.

Para entender o comportamento do consumidor, precisamos entender o que ele busca atualmente e quais são os canais que ele encontra para isso. Acompanhe:

Pesquisas de mercado

Como disse, hoje você não precisa mais comprar aquela marca que aparece por todos os lados que você olha. E provavelmente você não compra — isso não quer dizer que os anúncios que você vê não te influenciam na decisão de compra, apenas que hoje você consegue (e sabe que consegue) encontrar várias opções de marca para consumir determinado produto. E como você os encontra? Exatamente, Google!

Mas não é só você ou eu que realizamos essas pesquisas, a Retailing Today em 2014 comprovou que 81% dos compradores realizam pesquisas online antes de fazer grandes compras. Além disso, uma pesquisa realizada pela HubSpot em 2016 provou que apenas 29% das pessoas querem conversar com um vendedor para ter mais informações/orientações sobre determinado produto, enquanto 62% preferem consultar um motor de busca para conseguir essas informações.

Agora eu te pergunto, se você não entende sobre um produto ou não tem as orientações corretas para confiar em um determinado produto — você compraria da marca que te educou e te ajudou a tirar todas as suas dúvidas com toda a assistência que você precisava naquele momento, ou da marca que aparece 20x ao dia na televisão? Exatamente, e esse é o princípio do Marketing de Conteúdo.

Credibilidade da marca

Uma das maiores oportunidades que o Inbound Marketing é que oferecendo conteúdo rico e realmente valioso para seu cliente, você tem a chance de ganhar a confiança dele ao longo da jornada de compra — e isso pode mudar completamente a credibilidade da sua marca!

Ao oferecer ao comprador um conteúdo que realmente ajude ela a solucionar determinado problema no momento em que ela precisa, irá fazer com que ela crie uma relação com a sua marca e no momento certo, feche negócio com a sua empresa — e se não fechar? Então aquele não era o cliente ideal para sua empresa, mas certamente irá indicar seu negócio para as pessoas que precisarem de uma solução que você oferece.

Ajudar as pessoas — de verdade, ajudar — no momento em que elas precisam constrói uma relação que vai além do padrão, cliente e empresa, você deixa de ganhar clientes e começa a ganhar fãs!

Foca no que interessa!

Outra vantagem que se destaca no Inbound Marketing é a segmentação de público. Mas por que isso é uma vantagem? Por que você economiza com propagandas, e seus investimentos são direcionados apenas para as pessoas que possuem o perfil da sua persona, ou seja, mais negócios fechados!

Ao colocar um outdoor, ou mesmo um anúncio na televisão você realmente atinge diversas pessoas. Mas pensa comigo, quantas dessas pessoas precisam da sua solução naquele momento? Quantas dessas pessoas se tornaram seu cliente? Qual foi o seu retorno sobre investimento (ROI)? Pois é.

A questão é que o Inbound Marketing permite que você invista um valor X apenas para um perfil Y de pessoas. Ou seja, você impacta uma grande quantidade de pessoas, mas as pessoas impactadas serão apenas as pessoas que precisam da solução que a sua empresa oferece, consequentemente você aumenta as chances de fechamento de negócio e de quebra reduz o custo de aquisição por cliente!

3 motivos definitivos para investir em Inbound Marketing

Inbound Marketing

Se você chegou até aqui e ainda não conseguiu convencer seu chefe de que Inbound Marketing vale a pena, dá uma olhada nessa lista:

1. Esse modelo de marketing permite que você entre na briga por autoridade com grandes marcas

O Marketing Tradicional tem uma característica muito forte: ele é caro! Para anunciar em outdoors, televisão, rádio e revistas você precisa de muito investimento — o que faz com esse modelo de marketing seja acessível apenas empresas muito consolidadas, ou com grande recurso financeiro.

Mas através do Inbound, você pode brigar com essas empresas — oferecendo conteúdo relevante para o comprador, e conquistando a confiança dele. Uma pesquisa realizada pelo Google em 2015 mostrou que 65% dos usuários, ao realizar uma pesquisa, estão em busca de informações relevantes, independente da empresa que fornece as informações. A briga aqui deixa de ser por quem aparece mais vezes ou por mais tempo, e passa a ser por quem realmente conquista a confiança do usuário e o auxilia a encontrar a melhor solução para determinado problema.

2. Custa menos e gera mais retorno

O Inbound marketing custa 62% a menos e gera em média 3 vezes mais negócios que o Marketing tradicional. Além disso, 45% dos empresários entrevistados pela HubSpot em 2016 afirmam que o Inbound gerou um aumento considerável no retorno por investimento ao longo da estratégia deles e 60% afirmou que o Inbound aumentou também a eficácia do time de vendas, uma vez que os leads que chegam a eles estão qualificados e já com uma decisão de compra previamente tomada.

3. A tendência do Inbound Marketing é crescer

A cada dia mais empresas apostam nesse modelo de marketing, a aceitação do mercado aumenta, a tecnologia avança e as previsões para o Inbound Marketing são excelentes. A estimativa é de que a internet cresça em média 28% ao ano entre 2018 e 2020.

Os usuários das redes sociais não ficam para trás, a estimativa do The Radicati Group é que em 2020, mais de 3 bilhões de pessoas estejam utilizando o e-mail. No último ano, o Facebook conquistou 163 milhões de novos usuários da plataforma, a rede teve mais de 154 bilhões de atualização de status no mesmo período. A estimativa média do Facebook de acordo com a Social Media Counter é de que a cada 1 minuto, 360 novos usuários sejam cadastrados.

Conclusão

Quando bem estruturada e organizada, uma estratégia de Inbound Marketing gera resultados excelentes tanto para o cliente quanto para a empresa. Apesar das vantagens e conforto que o Marketing tradicional oferece para as empresas, gerar uma relação duradoura e estável com potenciais clientes pode ser a chave para o sucesso de um negócio.

Nem sempre é fácil explicar isso para as pessoas e muitas vezes nos enrolamos ao tentar facilitar a compreensão da importância que a presença digital tem em uma empresa nos dias de hoje. Mas temos certeza que após a leitura desse artigo, seus argumentos serão embatíveis! 

No artigo vimos de forma clara as principais razões para investir no Inbound Marketing, e várias vantagens que esse modelo de Marketing proporciona às empresas que o seguem.

Esperamos que após a leitura você consiga apresentar para o seu chefe de maneira consolidada os motivos pelos quais ele deveria estar investindo no Inbound há muito tempo.

Assine nossa newsletter para receber mais dicas de comunicação com seu chefe e atualizações do nosso blog (prometemos não enviar SPAM)!  

 

Acompanhe o que há de mais recente no mundo digital.

Mantenha-se atualizado

Informe seu e-mail para receber dicas valiosas para alavancar seu negócio.